[Jul/19] Entenda a importância de construir uma boa relação entre pais e filhos

4 minutos para ler

Para construir uma boa relação entre pais e filhos, deve-se começar pela infância a praticar ações que se estendam por toda a vida dessa relação, como forma de manter um ambiente saudável em casa, com união e respeito.

A falta de afeto, diálogo e a sensação de falta de empatia ainda na infância pode desenvolver problemas emocionais nas crianças, os quais acabam sendo maiores da adolescência para a vida adulta.

O convívio familiar é a primeira experiência com relacionamentos para uma criança. Para que se envolva em outras relações — de qualquer natureza, trabalho, amizades ou amorosas — de forma saudável, ela precisa crescer com um relacionamento saudável com seus pais.

Saiba mais sobre a construção de uma boa relação entre pais e filhos e como praticar a partir de hoje mesmo as nossas dicas!

Cuide com o narcisismo

Um dos pilares para uma boa relação entre pais e filhos é os pais evitarem o narcisismo. Às vezes ele é praticado até mesmo de forma inconsciente, o que acaba frustrando as crianças — e os pais interpretando como rebeldia.

Uma das características do narcisismo é ter os filhos como espelho e esperar que eles façam, pensem e tenham os mesmos desejos que você. Há ainda quem fale que o filho fará tais cursos de graduação ou terá o tema da festa de algum personagem, quando ele na verdade quer algo totalmente diferente.

O problema do narcisismo é que ele pode virar uma relação tóxica, na qual uma das partes tem expectativas e as externaliza e a outra não atende, pois entende que tem e precisa de liberdade. Os filhos tendem a evitar contato com pais narcisistas, pois vira uma relação de sofrimento e sufocamento.

Não julgue seu filho

Ao emitirem uma opinião, fazerem uma pergunta, terem desejos e emoções as crianças precisam se sentir respeitadas e acolhidas. Isso não significa aceitar tudo sem impor limites ou sem conversar. O não julgamento é uma educação emocional tanto para pais quanto para filhos — que aprendem a não julgar o próximo.

Ao se sentir respeitado em suas ideias e visão de mundo, o pequeno verá você como alguém com quem ele se sente seguro para se abrir sobre qualquer assunto. Ele saberá que em sua casa há união e apoio e que sempre pode contar com isso.

Busque uma reflexão

Ao conversar sobre qualquer tema com seu filho, é saudável que seja de fato um diálogo, e não um monólogo em que você fala e ele escuta, ou o contrário. Se o assunto envolve os sentimentos da criança ou algum ponto que ela precisa melhorar em seu comportamento, busque fazê-la refletir sobre a situação e emoções.

Essa reflexão é parte de um processo de educação, autoconhecimento e desenvolvimento emocional para a criança. Uma das formas de ter essa reflexão é se baseando na leitura de histórias.

Durante a conversa, ao brincar ou em alguma atividade, questione de forma leve sobre as ações que a criança deve ou não tomar e os motivos disso.

Uma boa relação entre pais e filhos faz com que haja maior harmonia na família, além de colocar em prática que a criança sempre pode confiar naquelas pessoas quando precisar enfrentar qualquer adversidade da vida — afinal, eles não serão crianças para sempre!

Se você gostou das dicas e quer ter acesso a outros conteúdos, assine nossa newsletter e receba nossas publicações em seu e-mail!

Posts relacionados

Deixe uma resposta